O blogue das birrinhas da Ritinha. Umas melhores, outras piores. Como tudo na vida.

.birrinhas recentes

. ...

. O humanista que não o é t...

. ...

. ...

. Absolute beginner

. Sopas decide morrer

. Do jornalismo de Merda

. ...

. ...

. Carta aberta a um dux

. ...

. ...

. ...

. Vou ali dar um swap....

. ...

. ...

. ...

. Quando o nosso maior inim...

. De bestas a bestiais ou d...

. ....e porque ontem foi di...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Desabafos de fim de tarde

Youniverse Personality TestYouniverse Personality Test

.favorito

. Ontem foi dia de sentir, ...

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Fazer olhinhos


adopt your own virtual pet!

adopt your own virtual pet!
blogs SAPO

.subscrever feeds

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007

Só porque achei giro...... II

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

sinto-me: bem
tags: ,

publicado por lindjona às 00:48

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 26 de Agosto de 2007

PORQUE HOJE FOI UM DIA DE PRAIA EM BOM, DUAS FRASES DE ANTOLOGIA.....

de meu primo Mené: Neste mundo tudo passa, até a uva passa...

 

de meu amigo Lages: Se tu não fizeres já uma plástica quando quiseres fazê-la já não te chega um pielling,  terás que fazer um mangalhing.

 

sinto-me: bem
tags: , , ,

publicado por lindjona às 21:57

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 25 de Agosto de 2007

...

Impressiona-nos sempre a morte, não por ser a morte de este ou de aquele, mas por ela continuar a existir, sendo objectivamente um escândalo.

...

Morrer define-se nestes termos concisos: vi e tudo o que vi foi para nada. Escrever é tentar preencher este "para nada", retardar a sua evidência.

Eduardo Prado Coelho

 

 

 

 

sinto-me:

publicado por lindjona às 19:25

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007

SAIBA A DATA DA SUA MORTE......

É um pouco mórbido, mas a curiosidade vai ganhar.

Divirtam-se!!!!

http://www.deathclock.com/

 

sinto-me: bem
tags: ,

publicado por lindjona às 15:30

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 21 de Agosto de 2007

O DELÍRIO ATINGIU O ABSURDO!!!!!!!

 

 

O delírio anti-governo chegou ao seu ponto mais alto! A partir daqui penso que não se conseguirá subir (ou descer?) mais.

Depois do dossier Sócrates, dos mártires Balbino, Charrua, Dalila e outros menos mediáticos, do deserto de Mário Lino, da desinformação na Wikipédia, da ausência nas comemorações do centenário do nascimento de Miguel Torga,  de tantos e tantos atentados à liberdade de expressão que transportaram Manuel Alegre e Baptista Bastos a outros tempos dos quais, no fundo, nunca chegaram a sair, de manifestações de emigrantes acabadinhos de chegar de França sem passar pelas festas de Verão das suas terrinhas, dos bufos/delatores aos milhares,  e de outras que já nem me lembro......

Eis agora a última pérola produzida por jornalistas completamente dependentes do poder económico que controla os meios de comunicação onde trabalham, com o aval de uma oposição completamente desnorteada:

 

http://dn.sapo.pt/2007/08/20/sociedade/estado_apoia_encontro_activistas_ori.html

 

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=290794 

 

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=291007

 

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=291009

 

 Em relação ao BE o desnorte é ainda maior:

 

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=291072

 

Afinal de contas um dos seus principais elementos, Miguel Portas, escreveu no seu blogue Sem Muros:

 

http://www.miguelportas.net/blog/?p=108

 

sinto-me: cada vez mais livre

publicado por lindjona às 14:07

link do post | comentar | favorito
|

UM TESTE GIRO ......

  ....... para fazer neste final de férias.

Divirtam-se!

 

   http://www.poodwaddle.com/realage.htm

 

 

sinto-me: ainda de férias!
tags: ,

publicado por lindjona às 00:00

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 19 de Agosto de 2007

BELMIRO NÃO DEIXA?



No passado feriado do dia 15 de Agosto a Asae mandou encerrar o Continente de Loures, por estar aberto a um Feriado após as 13 horas. O Público sobre o assunto nada disse.

Quando num pequeno caso como este, o Público, se "agacha" perante os interesses do Patrão que credibilidade quer ter o seu Director e os seus jornalistas?
Quando desencadearam e mantêm um processo de intenções sobre Sócrates, por causa de seu diploma, sobretudo quando só o fizeram após Belmiro ter perdido a OPA sobre a PT, estão a servir o quê, estão a servir quem?
A verdade ou os interesses de Belmiro?

in sítio do SINDEFER (Sindicato Nacional Democrático da Ferrovia)

sinto-me: irritada (um pouco)

publicado por lindjona às 16:38

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 18 de Agosto de 2007

GOSTO DESTA MULHER.....

 

 

Ó DA GUARDA QUE EU TAMBÉM 'DESINFORMEI' NA WIKIPÉDIA

Fernanda Câncio
jornalista
fernanda.m.cancio@dn.pt
      

 

Imagine o leitor que um belo dia descobre que alguém "abriu" uma página sobre si numa enciclopédia electrónica online que dá pelo nome de wikipédia. E que aquilo que lá se lê não é exactamente aquilo que se esperaria de uma entrada enciclopédica. Por exemplo, estão lá escritas inverdades, insinuações de vária ordem, e até, por exemplo, autênticas calúnias. O que é que faz? Tem três hipóteses: a) encolhe os ombros e repete "é a vida"; b) decide colocar um processo judicial aos responsáveis; c) procura apagar ou corrigir a entrada em causa.

Ora "entrar" (no sentido de alterar) na wikipédia, consultada por milhões de pessoas no mundo como fonte de informação fidedigna, é muitíssimo simples. Nem é preciso fazer qualquer registo: é chegar à página e editá-la. É que a wikipédia ("wiki" para os "iniciados") é uma enciclopédia "democrática", feita por toda e qualquer pessoa. Para abrir entradas na wiki, como lhe chamam os iniciados, basta fazer um registo. Pode registar-se no nome que lhe apetecer. Quase todos os "membros" da wiki se registam com nomes que não permitem qualquer identificação. O único instrumento de credibilização desta enciclopédia, que funciona em várias línguas, é uma rede de "administradores", eleitos pela "comunidade wiki", que detêm os chamados "privilégios do sistema": podem bloquear páginas - impedir que sejam alteradas por alguém que não um administrador - e colaboradores (no caso de serem considerados vândalos). Tendo isto em conta, é um milagre que haja na wiki tanta informação fiável.

Como é que sei isto tudo? Porque já me aconteceu o que descrevo no primeiro parágrafo deste texto. E escolhi a terceira hipótese: entrei na wiki, apaguei a página e entrei em contacto com os administradores, solicitando-lhes um apagamento definitivo. A minha acção deu origem a uma acesa discussão na página relativa à entrada em meu nome e na "esplanada" da wiki (fórum aberto a todos) em que não faltou quem me acusasse de ser uma "censora" e uma "vândala" (e, claro, uma inimiga da liberdade de expressão) por apagar inverdades, calúnias ou intromissões na minha vida privada - apesar de o ter feito assumindo o meu nome e em total transparência. Os administradores da wiki acabariam por proceder, após votação, à alteração da página para uma versão minimamente objectiva, tendo-se fixado alguns critérios para a wiki lusófona a partir do caso. Mas que alguém, ao corrigir ou apagar deturpações e/ou insinuações ou devassas sobre si numa página aberta à intervenção de todos, possa ser acusado de "censurar" , "desinformar" ou "atentar contra a liberdade" é bem a medida do delírio instalado. Se calhar até devia haver uma lei contra as pessoas que se ofendem com calúnias, boa?|

 

 DN, 17 de Agosto de 2007

 

sinto-me: cada vez mais livre

publicado por lindjona às 14:14

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 14 de Agosto de 2007

CONHEÇO UM PAÍS......

"

Eu conheço um país que tem uma das mais baixas taxas de mortalidade de recém-nascidos do mundo, melhor que a média da União Europeia. Eu conheço um país onde tem sede uma empresa que é líder mundial de tecnologia de transformadores.
Mas onde outra é líder mundial na produção de feltros para chapéus.
Eu conheço um país que tem uma empresa que inventa jogos para telemóveis e os vende para mais de meia centena de mercados.
E que tem também outra empresa que concebeu um sistema através do qual você pode escolher, pelo seu telemóvel, a sala de cinema onde quer ir, o filme que quer ver e a cadeira onde se quer sentar.
Eu conheço um país que inventou um sistema bio métrico de pagamentos nas bombas de gasolina e uma bilha de gás muito leve que já ganhou vários prémios internacionais.
E que tem um dos melhores sistemas de Multibanco a nível mundial, onde se fazem operações que não é possível fazer na Alemanha, Inglaterra ou Estados Unidos. Que fez mesmo uma revolução no sistema financeiro e tem as melhores agências bancárias da Europa (três bancos nos cinco primeiros).
Eu conheço um país que está avançadíssimo na investigação da produção de energia através das ondas do mar.
E que tem uma empresa que analisa o ADN de plantas e animais e envia os resultados para os clientes de toda a Europa por via informática.
Eu conheço um país que tem um conjunto de empresas que desenvolveram sistemas de gestão inovadores de clientes e de existências ("stocks"), dirigidos a pequenas e médias empresas.
Eu conheço um país que conta com várias empresas a trabalhar para a NASA ou para outros clientes internacionais com o mesmo grau de exigência.
Ou que desenvolveu um sistema muito cómodo de passar nas portagens das auto-estradas.
Ou que vai lançar um medicamento anti-epiléptico no mercado mundial.
Ou que é líder mundial na produção de rolhas de cortiça. Ou que produz um vinho que "bateu" em duas provas vários dos melhores vinhos espanhóis.
E que conta já com um núcleo de várias empresas a trabalhar para a Agência Espacial Europeia.
Ou que inventou e desenvolveu o melhor sistema mundial de pagamentos de cartões pré-pagos para telemóveis. E que está a construir ou já construiu um conjunto de projectos hoteleiros de excelente qualidade um pouco por todo o mundo.

O leitor, possivelmente, não reconhece neste País aquele em que vive - Portugal.
Mas é verdade. Tudo o que leu acima foi feito por empresas fundadas por portugueses, desenvolvidas por portugueses, dirigidas por portugueses, com sede em Portugal, que funcionam com técnicos e trabalhadores portugueses. Chamam-se, por ordem, Efacec, Fepsa, Ydreams, Mobycomp, GALP, SIBS, BPI, BCP, Totta, BES, CGD, Stab Vida, Altitude Software, Primavera Software, Critical Software, Out Systems, WeDo, Brisa, Bial, Grupo Amorim, Quinta do Monte d'Oiro, Activespace Technologies, Deimos Engenharia, Lusospace, Skysoft, Space Services. E, obviamente, Portugal Telecom Inovação. Mas também dos grupos Pestana, Vila Galé, Porto Bay, BES Turismo e Amorim Turismo.

E depois há ainda grandes empresas multinacionais instaladas no País, mas dirigidas por portugueses, trabalhando com técnicos portugueses, que há anos e anos obtêm grande sucesso junto das casas mãe, como a Siemens Portugal, Bosch, Vulcano, Alcatel, BP Portugal, McDonalds (que desenvolveu em Portugal um sistema em tempo real que permite saber quantas refeições e de que tipo são vendidas em cada estabelecimento da cadeia norte-americana).

É este o País em que também vivemos.
É este o País de sucesso que convive com o País estatisticamente sempre na cauda da Europa, sempre com péssimos índices na educação, e com problemas na saúde, no ambiente, etc.
Mas nós só falamos do País que está mal. Daquele que não acompanhou o progresso. Do que se atrasou em relação à média europeia.

Está na altura de olharmos para o que de muito bom temos feito. De nos orgulharmos disso. De mostrarmos ao mundo os nossos sucessos – e não invariavelmente o que não corre bem, acompanhado por uma fotografia de uma velhinha vestida de preto, puxando pela arreata um burro que, por sua vez, puxa uma carroça cheia de palha. E ao mostrarmos ao mundo os nossos sucessos, não só futebolísticos, colocamo-nos também na situação de levar muitos outros portugueses a tentarem replicar o que de bom se tem feito.

Porque, na verdade, se os maus exemplos são imitados, porque não hão-de os bons serem também seguidos? "

Nicolau Santos, in Revista Exportar (2006)

 

(texto já com algum tempo, mas que coloco aqui com o objectivo de contrariar um pouco a tendência pessimista e tendenciosa de alguns meios de comunicação social que nos últimos dias nos têm bombardeado com estatísticas completamente catastróficas.

Já agora consultem: http://antifatalismos.net/nacional/)

sinto-me: portuguesa

publicado por lindjona às 18:15

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 12 de Agosto de 2007

NÃO ME PARECE NADA BEM......

Torga: Fundador do PS critica ausência do governo das comemorações em Coimbra

12 de Agosto de 2007, 14:18

 

Coimbra, 12 Ago (Lusa) - O fundador do PS António Arnaut criticou hoje o governo por não se ter feito representar ao mais alto nível, nas comemorações, em Coimbra, do centenário do nascimento de Miguel Torga.

"É uma falta grave, uma omissão grave de cumprimento de um dever cívico", disse António Arnaut à agência Lusa, no final da inauguração de um monumento ao poeta nesta cidade.

"A ausência da ministra da Cultura, do secretário de Estado ou de um membro do governo mostra que o governo não compreendeu a grandeza e o significado do que aconteceu em Coimbra. É um acontecimento nacional", afirmou.

Para o histórico socialista, a ausência da ministra da Cultura do programa de comemorações organizado para hoje pela Câmara de Coimbra "revela a sua incompreensão do que Torga representa para a cultura portuguesa".

"A ministra mostrou-se insensível ao valor que Torga tem para a cultura portuguesa. É um dos mais importantes escritores da língua portuguesa, da liberdade, da portugalidade", acentuou António Arnaut.

O jurista e poeta falava no final da inauguração do monumento no Largo da Portagem, onde o médico Adolfo Rocha (que escolheu como pseudónimo Miguel Torga) tinha o seu consultório, cerimónia em que interveio o vice-presidente da Assembleia da República Manuel Alegre, e o presidente da Câmara, Carlos Encarnação.

Em declarações aos jornalistas, o presidente da Câmara de Coimbra defendeu que o governo devia estar representado nos eventos de hoje através de um membro do próprio Executivo.

"O governo devia estar aqui representado por um membro do governo, não tenho dúvidas disso", disse Carlos Encarnação, escusando-se a prestar mais declarações sobre o assunto.

O delegado regional da Cultura do Centro, António Pedro Pita, disse à agência Lusa que participa nas comemorações de hoje por "delegação expressa" de Isabel Pires de Lima.

"A ministra da Cultura está fora do país e, com muita pena, não pode estar presente", adiantou.

Para o vereador da Cultura da Câmara de Coimbra, Mário Nunes, tendo em conta o homenageado e o significado do acto, nos eventos de hoje deveria estar presente "uma entidade máxima do governo", nomeadamente a ministra ou o secretário de Estado da Cultura.

"Os 100 anos só se comemoram uma vez. É um momento único, singular", disse o autarca à Lusa.

Na óptica de António Arnaut, "a grandeza e o significado profundo do centenário impunham" a participação da ministra, do secretário de Estado ou de um membro do governo.

"Só explico isso se a ministra ou o secretário de Estado estão verdadeiramente impossibilitados por doença ou morte. Há 100 anos já se sabia que hoje era o centenário do nascimento de um dos maiores escritores e mestres da língua portuguesa", sublinhou.

Segundo António Arnaut, o acto "merecia a presença do Presidente da República, como símbolo nacional, mas, pelo menos, da ministra da Cultura ou de um membro do governo".

A inauguração da Casa-Museu Miguel Torga, recuperada pela Câmara de Coimbra e albergando o importante espólio do poeta doado pela filha, Clara Rocha, presente nas cerimónias de hoje, e de uma exposição retrospectiva da vida e obra o escritor, são outros pontos do programa organizado pela autarquia.

MCS

Lusa/Fim

 

 

 

É inacreditável a energia que se gasta (gasta aqui é mesmo no sentido de desperdiçada)com estas politiquices. Ou alguém duvida, por um minuto que seja,  que tudo o que está escrito em cima não é mais umas das muitas politiquices dos últimos tempos, mais precisamente desde que José Sócrates assumiu os destinos da nação? Se duvida basta elencar os intervenientes ( a negrito no texto ) e as dúvidas rapidamente se desvanecerão.

 

Ainda mais inacreditável, mesmo  vergonhoso é o aproveitamento que estes senhores fazem de uma data importante das letras portuguesas que me parece estar muito bem assinalada, segundo o que se pode ler no artigo.

O delegado regional da Cultura do Centro, António Pedro Pita, disse à agência Lusa que participa nas comemorações de hoje por "delegação expressa" de Isabel Pires de Lima.

"A ministra da Cultura está fora do país e, com muita pena, não pode estar presente", adiantou.

Se as dúvidas persistirem, releia-se:"A ausência da ministra da Cultura, do secretário de Estado ou de um membro do governo mostra que o governo não compreendeu a grandeza e o significado do que aconteceu em Coimbra. É um acontecimento nacional", afirmou.

Para o histórico socialista, a ausência da ministra da Cultura do programa de comemorações organizado para hoje pela Câmara de Coimbra "revela a sua incompreensão do que Torga representa para a cultura portuguesa".

"A ministra mostrou-se insensível ao valor que Torga tem para a cultura portuguesa. É um dos mais importantes escritores da língua portuguesa, da liberdade, da portugalidade", acentuou António Arnaut.

"Só explico isso se a ministra ou o secretário de Estado estão verdadeiramente impossibilitados por doença ou morte. Há 100 anos já se sabia que hoje era o centenário do nascimento de um dos maiores escritores e mestres da língua portuguesa", sublinhou.

Segundo António Arnaut, o acto "merecia a presença do Presidente da República, como símbolo nacional, mas, pelo menos, da ministra da Cultura ou de um membro do governo".

 

E agora ainda há dúvidas?

Ou já se tem a certeza qual é o objectivo que com estes sentidos desabafos se pretende atingir?

Será necessário dizer que se pretende denegrir a postura cultural de todo um executivo, como ainda agora ouvi na rádio pelas palavras do tal histórico?

Estes senhores devem controlar melhor as suas birras e gastar (agora no sentido de utilizar bem) as suas energias em acções mais positivas, como foi a de organizar as comemorações do centenário do nascimento de Miguel Torga. Caso contrário  correm o risco de ser acusados de terem organizado tais comemorações com um único objectivo: denegrir o governo.

 

Não me parece nada bem.

 

 

 PS:

1.«Não há marcas de esquerda neste Governo»
António Arnaut, fundador do PS, ex-Ministro dos Assuntos Sociais e antigo grão-mestre do Grande Oriente Lusitano, deu uma entrevista à VISÃO em que arrasa Sócrates, acusa Correia de Campos e diz que o PS «perdeu alma e identidade»
VISAO.pt    25 Jul. 2007
2.Não vivemos em ditadura, nem sequer é legítimo falar de deriva autoritária. As instituições democráticas funcionam. Então porquê a sensação de que nem sempre convém dizer o que se pensa? Porquê o medo? De quem e de quê?
Manuel Alegre, in Público de 25 de Julho de 2007
3.Carlos Encarnação (Presidente da Câmara Municipal de Coimbra) e Mário Nunes (vereador da Cultura da mesma Câmara) - coligação por Coimbra (PPD-PSD/CDS-PP/PPM)
sinto-me: chocada

publicado por lindjona às 16:09

link do post | comentar | favorito
|

MIGUEL TORGA

  

Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...  

 

Retrato de Miguel Torga

 Confiança

O que é bonito neste mundo, e anima,
É ver que na vindima
De cada sonho
Fica a cepa a sonhar outra aventura...
E que a doçura
Que se não prova
Se transfigura
Numa doçura
Muito mais pura
E muito mais nova...

sinto-me: bem

publicado por lindjona às 11:58

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 11 de Agosto de 2007

DA WEASEL - MUNDOS MUDOS

sinto-me: bem

publicado por lindjona às 14:12

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007

ESTATUTO DOS JORNALISTAS EXPLICADO A UM JORNALISTA

 

(gamado do blogue Câmara Corporativa) - não resisti

sinto-me: e esta hein?...

publicado por lindjona às 23:21

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007

AFINAL LI BEM

Rossio: Centenas de emigrantes no protesto contra a reestruturação consular

Quinta-Feira, 09 Agosto de 2007
Centenas de emigrantes portugueses, a maioria residentes em Franca, transformaram hoje à tarde o Rossio, em Lisboa, na "praça da resistência" em protesto contra a reestruturação da rede consular anunciada pelo governo.
Numa concentração que reuniu ao longo de duas horas emigrantes em protesto contra o encerramento de quatro consulados de Portugal em França, as críticas ao governo pontuaram as várias intervenções de portugueses residentes no estrangeiro.
David Brito, que reside em Orleães, Franca, um dos consulados a encerrar segundo a proposta do governo, deslocou-se propositadamente da Póvoa do Varzim a Lisboa para participar na concentração.
"Estou contra o encerramento dos consulados, porque se é necessário tratar de algum papel, tenho que perder um dia de trabalho para ir a Paris", que dista cerca de duas horas do seu local de residência, disse à Lusa David Brito, que nasceu em França.
Este emigrante, que se diz sentir português, salientou que a decisão do governo vai fazer com que muitos dos emigrantes deixem de ser portugueses.
"Vamos voltar ao tempo em que os meus pais emigraram na década de 1970, com filas à porta do consulado de Paris", adiantou David Brito, que envergava ma camisola com o símbolo nacional e empunhava uma bandeira de Portugal.
Belarmina de Sousa, a viver há 38 anos em Versalhes, onde deverá encerrar outro dos consulados anunciados pelo governo, deslocou-se hoje de Vila Nova de Paiva, onde nasceu, para protestar contra a decisão do executivo português.
"Rejeito o encerramento dos consulados, porque faz falta ver a bandeira de Portugal colocada num edifício em Versalhes", salientou, lamentando ter que passar a deslocar-se a Paris sempre que precisar de tratar de questões consulares.
Em declarações aos jornalistas, António Fonseca, porta-voz do Colectivo de Defesa dos Consulados de Portugal em França, entidade promotora do protesto, manifestou-se disponível para ajudar o governo português a encontrar uma solução que evite o encerramento dos quatro consulados.
Como exemplo, referiu que a câmara municipal de Tours, França, já propôs ao governo português instalações gratuitas para o consulado de Portugal.
António Fonseca reafirmou que esta decisão não tem motivos reais, até porque, acusou, "um dos motivos que o governo alega é economicista. Não tem razão de ser", frisou.
Segundo António Fonseca, nos quatro consulados a encerrar em Franca, o governo português gasta diariamente 600 euros, enquanto, também diariamente, aqueles postos produzem uma receita de 5 mil euros de emolumentos consulares.
António Fonseca lamentou ainda que um terço dos consulados que o governo quer encerrar sejam em França, país que acolhe mais de 1 milhão de portugueses e luso-descendentes.
Para António Fonseca "há um desequilíbrio total", uma vez que a região norte de França, onde vivem 700 mil portugueses, apenas vai ficar com quatro consulados (depois do encerramento) e na região sul, onde residem 300 mil portugueses, ficará a contar com cinco postos consulares.
António Fonseca assegurou ainda que "os emigrantes não vão baixar os braços. Vamos continuar esta luta".
Manuel Custódio, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Paiva (PSD), disse à Lusa que esteve presente na concentração para manifestar o seu apoio aos emigrantes do seu concelho, onde 50 por cento da população reside no estrangeiro, sobretudo em França.
"Vila Nova de Paiva é um concelho de emigrantes. No mês de Agosto a população mais que duplica, passando de 6 mil para 13 mil", salientou, acrescentando que é na sua região que fica Queiriga, "a freguesia mais francesa de Portugal".
Manuel Custódio frisou ainda que o governo ao encerrar os consulados vai contribuir "directa ou indirectamente para a desertificação do interior do país, pois muitos dos emigrantes vão deixar de vir a Portugal de férias", alegou.
Na concentração do Rossio estiveram ainda presentes organizações dos ex-militares de França e do Luxemburgo, em protesto contra o não-reconhecimento do tempo de serviço para efeitos de reforma.
 in, Mundo Português
   
Afinal sempre era verdade! Confirma-se o meu post Perdão...Será que li bem?  
Vi há pouco as imagens na TV!  Lá estão todos (centenas, vá eram pra aí duzentos, pronto eram quase cem...) com ar de quem preferia estar na festinha em honra da santa padroeira lá da terrinha. Mas pediram-lhes para irem para o Rossio fazer barulho contra o governo. E eles foram.
No final cantaram Grândola Vila Morena de papel na mão, talvez distribuído pelos organizadores de tão importante evento....
sinto-me: com os cabelos em pé e loira

publicado por lindjona às 20:10

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 5 de Agosto de 2007

Coerência e bom-senso.....

Coerência e bom-senso

Os que defendem que um director de um museu do Estado tem direito de criticar a política de museus do Ministério da tutela sem se demitir (como se fosse possível executar lealmente uma política de que se discorda...) ainda hão-de defender que um chefe de esquadra pode criticar a política de segurança ou que o chefe de uma unidade militar pode criticar a política de defesa.
Haja coerência, senhores! E já agora, bom senso...
sinto-me: de acordo

publicado por lindjona às 14:22

link do post | comentar | favorito
|

FILMA AÍ, FILMA AÍ!!!......

Terça-feira, 13 de Março de 2007
Dossier Sócrates na Procuradoria

Do Portugal Profundo sabe que, após terem sido publicamente difundidos através de um meio de comunicação social nacional - o jornal "O Crime" de 8-3-2007 - alegados factos graves e apresentadas dúvidas relevantes sobre o percurso académico do primeiro-ministro José Sócrates, na passada sexta-feira (dia 9-3-2007) o corajoso advogado José Maria Martins enviou ao Procurador-Geral da República uma participação criminal para que seja investigado o assunto e apurada toda a verdade.

                                     
Limitação de responsabilidade (disclaimer): José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa (tal como, neste caso, a Universidade Independente no processo de equivalência, curso ou concessão do diploma) não é suspeito nas suas habilitações académicas da realização de qualquer ilegalidade ou irregularidade.

 Publicado por António Balbino Caldeira em 3/13/2007 08:39:00         in,  http://doportugalprofundo.blogspot.com 

Ordem dos Advogados: José Maria Martins em risco de expulsão

José Maria Martins, advogado de Carlos Silvino, Bibi, no processo Casa Pia, arrisca-se a ser expulso da advocacia, ficando impedido de exercer a profissão.
in http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=13&id_news=289207
 
  
Parece que o corajoso advogado, como é definido pelo mártir da III República, está em vias de ser expulso da Ordem dos Advogados. Nada a que ele não esteja já habituado.
sinto-me: tá-se bem....

publicado por lindjona às 13:40

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 3 de Agosto de 2007

Ah, pois é......

De um e-mail de um leitor:

"A comparação entre o destaque dado às notícias sobre as suspeitas relativas à licenciatura do Primeiro Ministro e agora sobre as conclusões da PGR constitui um retrato muito negativo da seriedade e rigor de alguma comunicação social, a começar pelo Público."

(gamado do blogue Câmara Corporativa)

sinto-me: só com um olho?

publicado por lindjona às 16:33

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre a ritinha

.birrinhas antigas

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Janeiro 2014

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Fevereiro 2006

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.links

Put a Pin on the Map View my Guestmap
Free Guestmaps by Bravenet.com