O blogue das birrinhas da Ritinha. Umas melhores, outras piores. Como tudo na vida.

.birrinhas recentes

. ...

. O humanista que não o é t...

. ...

. ...

. Absolute beginner

. Sopas decide morrer

. Do jornalismo de Merda

. ...

. ...

. Carta aberta a um dux

. ...

. ...

. ...

. Vou ali dar um swap....

. ...

. ...

. ...

. Quando o nosso maior inim...

. De bestas a bestiais ou d...

. ....e porque ontem foi di...

. ...

. ...

. ...

. ...

. Desabafos de fim de tarde

Youniverse Personality TestYouniverse Personality Test

.favorito

. Ontem foi dia de sentir, ...

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Fazer olhinhos


adopt your own virtual pet!

adopt your own virtual pet!
blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

...

O primeiro ministro teve ontem um ato falhado ou, como diz o povo, fugiu-lhe a boca para a verdade. Quando interrompeu o seu discurso na UNL para dizer aos seus seguranças/capangas que deixassem "os senhores" mostrar o "cartaz", que AINDA vivíamos numa democracia.

Vivemos realmente numa democracia, mas numa democracia doente. Só assim se entende o bando de capangas que imediatamente rodeou "os senhores". Não fosse o ato falhado do moço de massamá (e a presença da comunicação social), "os senhores" teriam sido retirados da sala à força e o "cartaz" teria sido destruído ali mesmo.

Como dizia ontem o filósofo José Gil, a nossa democracia não está a funcionar muito bem. Caso contrário este governo há muito teria caído.

Vai-nos valendo a comunicação social que vai dando conta do que se passa. Quando esta estiver controlada o AINDA desaparecerá de vez.

Não é assim PPC?

 

Já agora, aquilo não era um cartaz.

 

 

sinto-me:

publicado por lindjona às 12:06

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012

Desabafos de fim de tarde

Estou farta das analogias torpes entre a época que estamos a viver e a época do Estado Novo.

Estou pelos cabelos!

Não é que estas analogias não tenham existido sempre, desde o 25 de Abril. Mas era uma minoria (ou será que não?) que as fazia, o que não deixava de me irritar solenemente, claro. Mas agora, de dia para dia, engrossa este rio de lama nojenta. Todos os dias oiço alguém dizer: "Pelo menos, nessa altura, havia comida na mesa" ou qualquer coisa do género.

Havia comida na mesa (quando havia), mas não havia informação, não havia cultura, não havia LIBERDADE. Será preciso relembrar isto às pessoas? Éramos um povo atrasado, fechado ao exterior, onde as taxas de mortalidade infantil e de analfabetismo eram enormes. Seré preciso relembrar isto às pessoas? Eu já me questiono se as pessoas saberão isto!!!!

Éramos um povo de pobrezinhos honestos.

Depois veio o 25 de Abril. Cada vez mais me convenço que o 25 de Abril foi "coisa" de umas quantas pessoas. Depois destas quantas pessoas terem "aberto as portas", vieram aos milhares para as ruas cantar a liberdade. Mas estou convencida que se essas quantas pessoas nada tivessem feito, os milhares continuariam (quem sabe ainda hoje) pobrezinhos, mas honestos. E não se importariam muito com isso.

O nosso povo não dá grande valor à cultura, à liberdade de expressão. Se as tiver, ok, tudo bem. Se não as tiver, não luta por elas com unhas e dentes.

"É preciso é ter comida na mesa."

Por isso tenho medo que os quase 40 anos de evolução se percam em muito pouco tempo. Este governo e a corja que gravita à sua volta ( Jonets, Ulrichs, Nogueiras Leite, Gregórios Novo e outros que agora sairam das covas escuras onde estavam hibernados e já dizem o que pensam sem cosméticas políticas e sociais) têm o perfil perfeito para levar a cabo essa tarefa. O povo, esse, é facilmente manipulado. Num ano e meio conseguiram pô-lo a pensar que "pelo menos nesse tempo havia comida na mesa". Faltará muito pouco para que desista completamente de tudo o resto: cultura, informação, LIBERDADE. Esta estratégia é velha. Empobrecer um povo (física e espiritualmente), colocar-lhe na frente o espectro da fome (a sua e a dos seus filhos). É meio caminho andado para se conseguir o resto. Tarefa facilitada com um povo para quem o valor da LIBERDADE e a importância da CULTURA nunca pesaram muito na balança das suas prioridades.

E então voltaremos a ser pobrezinhos, mas honestos; voltaremos a ter comida na mesa (voltaremos???), mas seremos incultos, desinformados e deixaremos de saber o que é a LIBERDADE.

NÃO QUERO!

 

 

 

sinto-me:

publicado por lindjona às 18:47

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre a ritinha

.birrinhas antigas

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Janeiro 2014

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Fevereiro 2006

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.links

Put a Pin on the Map View my Guestmap
Free Guestmaps by Bravenet.com