O blogue das birrinhas da Ritinha. Umas melhores, outras piores. Como tudo na vida.

.birrinhas recentes

. Ontem foi dia de sentir, ...

. A festa do Avante não era...

. AFINAL LI BEM

. PERDÃO....SERÁ QUE LI BEM...

Youniverse Personality TestYouniverse Personality Test

.favorito

. Ontem foi dia de sentir, ...

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Fazer olhinhos


adopt your own virtual pet!

adopt your own virtual pet!
blogs SAPO

.subscrever feeds


Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012

Ontem foi dia de sentir, hoje é dia de pensar ou de como com papas e bolos se enganam os tolos

Agora que o tempo já cumpriu o seu papel e a emoção já não me embota a razão, agora que já consigo refletir sobre os acontecimentos, confesso que, realmente, este governo é de uma perversidade que vai acabar por nos levar à desgraça completa.

O que se passou ontem em frente à Assembleia da República foi um dos planos mais bem urdidos a que já assisti  no meu país (felizmente era muito pequena quando se urdiam com regularidade planos parecidos com este. Desses tenho apenas conhecimento, mas assistir na primeira pessoa é realmente aterrador).

Não vou aqui narrar o que se passou ontem. Já muitos o fizeram e de perspetivas muito diferentes.

Deixo apenas algumas ideias/questões para reflexão:

 

1 - Sabemos que as manifestações da CGTP são organizadas ao milímetro. Mas ontem conseguiram "despachar" tudo numa hora e trinta minutos. Na conferência de imprensa, à noite, Arménio Carlos deixou entrever nas entrelinhas do seu discurso que já esperava que aquela manifestação descambasse em violência.

Pk não avisou então as centenas de pessoas que ficaram em frente à AR? Pk isso não fazia parte do "guião" da "sua" manifestação? Pk quer continuar a ser "o dono" da rua? Pk, afinal, é apenas mais uma peça da engrenagem da qual este governo também faz parte?

 

2 - Em frente ao cordão policial, a escassos metros, às 17 horas, eram 5 ou 6 as pessoas que atiravam pedras.

Pk não atuou a polícia como nas outras manifestações, levando um a um pelas escadas da AR acima aqueles que estavam a provocar distúrbios? Pk esperou uma hora e meia para finalmente carregar sobre TODOS os manifestantes? Pk permitiu a polícia que a situação derivasse para uma onda de violência que deixou um rasto de destruição por vários locais de Lisboa? Pk acabou a polícia, já a altas horas da noite, a prender aleatoriamente pessoas que nem sequer tinham estado na AR?

Pk "quis" mostrar a sua paciência e serenidade? Pk "quis" que todo o país visse (os acontecimentos estavam a ser passados em direto em vários canais de TV) que aquelas centenas de pessoas não passavam de um bando de arruaceiros e, como tal, a partir daquele momento, vai passar a agir sempre assim castigando as centenas de "perigosos radicais"? Pk "quis" que o país visse que manifestações destas nunca mais serão permitidas (a partir daquele momento só as manifestações da CGTP, ordeiras e organizadas a gosto do governo)?

 

3 - Às 20 horas Miguel Macedo falou ao povo. Elogiou (pasme-se) a CGTP. Disse que os incidentes foram provocados por "profissionais da desordem." Profissionais a mando de quem Sr. Ministro?

 

De tudo isto fica bem claro (tudo o resto é muito obscuro) o seguinte: o dia de ontem serviu dois interesses, o interesse da CGTP que assim recuperou o seu estatuto de "dona" da rua, tendo direito a conferência de imprensa onde se arvorou também "dona" da greve geral; e o interesse do governo que assim conseguiu, a partir de ontem, uma justificação para poder carregar sobre todas as manifestações que não sejam ordeiras e organizadas a seu gosto.

A CGTP e o governo são, afinal, peças de uma mesma engrenagem. Só que, em pouco tempo, uma delas vai ser completamente desfeita pela outra. Esperamos, nessa altura, ver a sua reação.

 

sinto-me:

publicado por lindjona às 00:43

link do post | comentar | favorito (1)
|

Domingo, 29 de Junho de 2008

A festa do Avante não era em Setembro?

sinto-me:

publicado por lindjona às 14:41

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007

AFINAL LI BEM

Rossio: Centenas de emigrantes no protesto contra a reestruturação consular

Quinta-Feira, 09 Agosto de 2007
Centenas de emigrantes portugueses, a maioria residentes em Franca, transformaram hoje à tarde o Rossio, em Lisboa, na "praça da resistência" em protesto contra a reestruturação da rede consular anunciada pelo governo.
Numa concentração que reuniu ao longo de duas horas emigrantes em protesto contra o encerramento de quatro consulados de Portugal em França, as críticas ao governo pontuaram as várias intervenções de portugueses residentes no estrangeiro.
David Brito, que reside em Orleães, Franca, um dos consulados a encerrar segundo a proposta do governo, deslocou-se propositadamente da Póvoa do Varzim a Lisboa para participar na concentração.
"Estou contra o encerramento dos consulados, porque se é necessário tratar de algum papel, tenho que perder um dia de trabalho para ir a Paris", que dista cerca de duas horas do seu local de residência, disse à Lusa David Brito, que nasceu em França.
Este emigrante, que se diz sentir português, salientou que a decisão do governo vai fazer com que muitos dos emigrantes deixem de ser portugueses.
"Vamos voltar ao tempo em que os meus pais emigraram na década de 1970, com filas à porta do consulado de Paris", adiantou David Brito, que envergava ma camisola com o símbolo nacional e empunhava uma bandeira de Portugal.
Belarmina de Sousa, a viver há 38 anos em Versalhes, onde deverá encerrar outro dos consulados anunciados pelo governo, deslocou-se hoje de Vila Nova de Paiva, onde nasceu, para protestar contra a decisão do executivo português.
"Rejeito o encerramento dos consulados, porque faz falta ver a bandeira de Portugal colocada num edifício em Versalhes", salientou, lamentando ter que passar a deslocar-se a Paris sempre que precisar de tratar de questões consulares.
Em declarações aos jornalistas, António Fonseca, porta-voz do Colectivo de Defesa dos Consulados de Portugal em França, entidade promotora do protesto, manifestou-se disponível para ajudar o governo português a encontrar uma solução que evite o encerramento dos quatro consulados.
Como exemplo, referiu que a câmara municipal de Tours, França, já propôs ao governo português instalações gratuitas para o consulado de Portugal.
António Fonseca reafirmou que esta decisão não tem motivos reais, até porque, acusou, "um dos motivos que o governo alega é economicista. Não tem razão de ser", frisou.
Segundo António Fonseca, nos quatro consulados a encerrar em Franca, o governo português gasta diariamente 600 euros, enquanto, também diariamente, aqueles postos produzem uma receita de 5 mil euros de emolumentos consulares.
António Fonseca lamentou ainda que um terço dos consulados que o governo quer encerrar sejam em França, país que acolhe mais de 1 milhão de portugueses e luso-descendentes.
Para António Fonseca "há um desequilíbrio total", uma vez que a região norte de França, onde vivem 700 mil portugueses, apenas vai ficar com quatro consulados (depois do encerramento) e na região sul, onde residem 300 mil portugueses, ficará a contar com cinco postos consulares.
António Fonseca assegurou ainda que "os emigrantes não vão baixar os braços. Vamos continuar esta luta".
Manuel Custódio, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Paiva (PSD), disse à Lusa que esteve presente na concentração para manifestar o seu apoio aos emigrantes do seu concelho, onde 50 por cento da população reside no estrangeiro, sobretudo em França.
"Vila Nova de Paiva é um concelho de emigrantes. No mês de Agosto a população mais que duplica, passando de 6 mil para 13 mil", salientou, acrescentando que é na sua região que fica Queiriga, "a freguesia mais francesa de Portugal".
Manuel Custódio frisou ainda que o governo ao encerrar os consulados vai contribuir "directa ou indirectamente para a desertificação do interior do país, pois muitos dos emigrantes vão deixar de vir a Portugal de férias", alegou.
Na concentração do Rossio estiveram ainda presentes organizações dos ex-militares de França e do Luxemburgo, em protesto contra o não-reconhecimento do tempo de serviço para efeitos de reforma.
 in, Mundo Português
   
Afinal sempre era verdade! Confirma-se o meu post Perdão...Será que li bem?  
Vi há pouco as imagens na TV!  Lá estão todos (centenas, vá eram pra aí duzentos, pronto eram quase cem...) com ar de quem preferia estar na festinha em honra da santa padroeira lá da terrinha. Mas pediram-lhes para irem para o Rossio fazer barulho contra o governo. E eles foram.
No final cantaram Grândola Vila Morena de papel na mão, talvez distribuído pelos organizadores de tão importante evento....
sinto-me: com os cabelos em pé e loira

publicado por lindjona às 20:10

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 28 de Julho de 2007

PERDÃO....SERÁ QUE LI BEM?

Ontem quando vinha na estrada reparei num cartaz  que anunciava uma manifestação de emigrantes. Sim, emigrantes e não imigrantes! Não consegui ver qual a data nem o local. Mas afinal os emigrantes agora fazem manifestações no seu país quando vêm de férias em Agosto? Antigamente vinham para rumarem às suas terrinhas e participarem nas festas de Verão. Aproveitavam também para casar a filha mais velha com um franciú ou com o filho do Ti Zé lá da terra. É verdade que neste mundo tudo muda, até a surda muda (perceberam?), mas isto parece-me estranho. Será que vi mal ou a febre da falta de liberdade de expressão já chegou também aos nossos emigrantes? Quero acreditar que li mal!

 

Ou será que a festa este ano é outra?

 

 

ou

  

Cartaz Festa do «Avante!» 2007

 

sinto-me: chocada

publicado por lindjona às 13:20

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre a ritinha

.birrinhas antigas

. Junho 2017

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Janeiro 2014

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Fevereiro 2006

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.links

Put a Pin on the Map View my Guestmap
Free Guestmaps by Bravenet.com